domingo, 25 de junho de 2017

Joana Pontes e Rúben Santos vencem nacionais de sub-18 em pista

Rúben Santos (CFOD) e Joana Pontes (GACV).
Fotos de arquivo no facebook dos próprios
Montagem: O Marchador
Joana Pontes, do Grupo de Amigos Casais do Vento (Leiria), com 25.40,73, e Rúben Santos, do Clube de Futebol de Oliveira do Douro (Porto), com 22.58,31, sagraram-se campeões nacionais de sub-18 (juvenis) nos 5.000 metros marcha, cujas provas tiveram lugar na primeira jornada dos campeonatos da categoria disputados na pista de Abrantes (24/6).

Ambos os atletas repetiram as vitórias obtidas em representação das suas associações distritais quando do recente Torneio Nacional Olímpico Jovem realizado em Braga (3-4/6).

Os pódios das provas ficaram completos, nos femininos, com Catarina Santos, do Sporting Clube de Portugal (25.42,75) e Ângela Carvalho, do Clube Natação de Rio Maior (26.34,92), esta a ser a primeira a cortar a meta mas a ser penalizada em 1 minuto na marca final por força da regra do «pit lane», e nos masculinos, com João Bernardo, Penta Clube da Covilhã, (23.11,96) e Diogo E. Fernandes, do Associação Cultural e Desportiva Jardim da Serra (25.07,22).

A participação feminina (20 atletas) duplicou a masculina (10).

Classificações
5.000 m masculinos
1.º, Rúben Santos, 2000 (CFOD), 22.58,31
2.º, João Bernardo, 2001 (PCC), 23.11,96
3.º, Diogo E. Fernandes, 2001 (AJS), 25.07,22
4.º, João Pinel, 2001 (CABB), 26.05,48
5.º, Tiago Ramos, 2003 (CATUNES), 27.14,54
6.º, Rúben Caldeira, 2000 (ADRAP), 27.29,30
7.º, Guilherme Alves, 2003 (CATUNES), 27.38,26
8.º, Pedro Feliciano, 2001 (CNRM), 27.42,17
9.º, Pedro Dias, 2003 (COP), 28.18,90
10.º, João Marques, 2002 (ACDSJS), 29.25,70 p.l.

5.000 m femininos
1.ª, Joana Pontes, 2000 (GACV), 25.40,73
2.ª, Catarina Santos, 2001 (SCP), 25.42,75
3.ª, Ângela Carvalho, 2000 (CNRM), 26.34,92 p.l.
4.ª, Mariana Lopes, 2002 (IND-P), 26.53,79
5.ª, Juliana Veríssimo, 2002 (CAT), 27.29,79
6.ª, Sofia Marques, 2002 (COP), 27.31,99
7.ª, Hirondina Casal, 2001 (CNRM), 27.35,20
8.ª, Joana Matos, 2000 (NSLF), 28.01,25
9.ª, Raquel Pimentel, 2001 (IND-P), 28.14,59
10.ª, Ana Vicente, 2001 (COP), 28.15,43
11.ª, Andreia Carvalho, 2003 (GACV), 28.29,53
12.ª, Inês Mendes, 2003 (CNRM), 28.31,81
13.ª, Ana Catarina Mestre, 2002 (COP), 28.35,17
14.ª, Catarina Santos, 2000 (ACDC), 28.38,14
14.ª, Bruna Marques, 2002 (CFOD), 28.38,14
16.ª, Tatiana Cabecinha, 2001 (COP), 29.05,71
17.ª, Érica Cabecinha, 2002 (COP), 29.17,65
18.ª, Filipa Diamantino, 2002 (ACDSJS), 29.34,99
19.ª, Marta Freitas, 2003 (ACDSJS), 30.40,00
20.ª, Ana Santos, 2000 (GDM-P), 30.49,47

A marcha no meeting de atletismo «Anhalt 2017»

A formação do SC Potsdam participante na marcha do meeting,
com os vencedores (à esq.) Nils Brembach e Teresa Zurek.
Fotos: SC Potsdam. Montagem: O Marchador
A edição deste ano do meeting de atletismo de pista «Anhalt 2017» em Dessau-Roßlau, na Alemanha (16 de Junho), contou no programa com uma prova mista de marcha sobre 3.000 metros, com resultados muito apreciáveis e as vitórias a pertenceram aos atletas do S.C. Potsdam, Nils Brembach e Teresa Zurek.

Brembach, com 11.12,45, ficou próximo da melhor marca alemã na distância, 11.07,2 de Mike Trautmann (1999). Os lugares imediatos foram para os sub-23 da formação do Erfurter LAC, Karl Junghanss, com 11.26,42, e Jonathan Hilbert, 11.32,17. Ainda na casa dos 11 minutos, Hagen Pohle foi o 4.º classificado (11.35,88).

Zurek, ainda da categoria de sub-20, obteve o excelente registo de 12.32,07, sendo acompanhada no pódio pela sua colega de clube, Saskia Feige, com 13.01,82, e Emilia Lehmeyer, do Polizei SV Berlin, com 13.27,61, ambas sub-23.

Dos 15 participantes, 8 representaram o S.C. Potsdam.

Classificações (prova mista)
3.000 m masculinos
1.º, Nils Brembach, 1993 (SC Potsdam), 11.12,45
2.º, Karl Junghanss, 1996 (Erfurter LAC), 11.26,42 - sub-23
3.º, Jonathan Hilbert, 1995 (Erfurter LAC), 11.32,17 - sub-23
4.º, Hagen Pohle, 1992 (SC Potsdam), 11.35,88
5.º, Niklas Richter, 1999 (SC Potsdam), 12.24,62 - sub-20
6.º, Johannes Frenzl, 2001 (Hallesche Leichtathl.-Freunde), 12.37,01 - sub-18
7.º, Jakob Johannes Schmidt, 2001 (SC Potsdam), 12.50,98 - sub-18
8.º, Steffen Borsch, 1973 (SV Halle e.V.), 12.54,64 - M40
9.º, Otto Junghannss, 2000 (Erfurter LAC), 13.56,03 - sub-18

3.000 m femininos
1.ª, Teresa Zurek, 1998 (SC Potsdam), 12.32,07 - sub-20
2.ª, Saskia Feige, 1997 (SC Potsdam), 13.01,82 - sub-23
3.ª, Emilia Lehmeyer, 1997 (Polizei SV Berlin), 13.27,61 - sub-23
4.ª, Julia Richter, 1999 (SC Potsdam), 13.38,79 - sub-20
5.ª, Josephine Alisa Grandi, 2000 (SC Potsdam), 14.39,69 - sub-18
6.ª, Henriette Wolf, 2001 (ASV 1902 Sangerhausen), 18.02,50 - sub-18

sábado, 24 de junho de 2017

Abrantes volta a receber os Nacionais de sub-18 (pista)

Foto: AA Braga. Montagem: O Marchador
Pela 6.ª vez a cidade de Abrantes será palco dos Campeonatos Nacionais de Atletismo sub-18 (juvenis) este fim-de-semana, depois de aí se terem realizado as edições de 2003, 2007, 2008, 2012 e 2014.

São 30 os atletas inscritos nas provas de 5.000 metros marcha (10 masculinos e 20 femininos) que se realizam no final da primeira jornada (24 Junho, 19.35 horas), em pistas separadas (masculinos, 1 a 4; femininos, 5 a 8).

De entre os inscritos, quase 50% pertencem à categoria de sub-16 (iniciados), o que não será de estranhar pelos acessíveis mínimos de acesso aos campeonatos, fixados em 29.00,00 para os masculinos e 30.00,00 para os femininos.

Os recordes nacionais da categoria pertencem a Susana Feitor (CN Rio Maior), com 21.30,91 (Schwechat-Viena-1992), e a Joaquim Pentieiro (CIPA), com 21.16,88 (Lisboa-N-1991).

A lista de inscritos pode ser consultada aqui.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Portugal pode atingir o pódio nos 20 km femininos de Olhão-2011

Cabecinha, Henriques e Feitor em Olhão-2011.
Foto: Mario Rolla. Montagem: O Marchador
No seguimento da recente suspensão por dopagem da ucraniana Olena Shumkina, e a confirmar-se a anulação dos resultados da atleta desde Maio de 2011, a equipa portuguesa de 20 km femininos que participou na Taça da Europa de Marcha há 6 anos em Olhão, em 2011, poderá atingir o 3.º lugar do pódio do evento, depois de se ter classificado em 4.º lugar, com 35 pontos, atrás da Ucrânia, então 3.ª classificada, com 31 pontos, com Shumkina na 19.ª posição.

Recorde-se que em 2011 a equipa portuguesa era composta por Susana Feitor (9.ª), Inês Henriques (12.ª), Ana Cabecinha (14.ª) e Vera Santos (desistiu), tendo constituído uma grande desilusão a não subida ao pódio em território nacional e particularmente em Olhão.

Note-se ainda que a possibilidade de alteração da classificação coletiva (e individual) da prova feminina de 20 km não será a primeira a verificar-se pois, já em Março desde ano, a Real Federação Espanhola de Atletismo anunciou a conquista do primeiro lugar pela Espanha no evento em Olhão, face à desclassificação por dopagem da russa Anna Lukyanova (11.ª na prova), passando a Rússia a ser segunda classificada (distando agora apenas 1 ponto do 1.º lugar).

Numa revisão final, e a confirmar-se, ter-se-á a seguinte classificação coletiva:

20 km femininos
1.ª, Espanha, 22 pontos
2.ª, Rússia, 23
3.ª, Portugal, 35 (antes 4.ª)
4.ª, Itália, 47 (antes 5.ª)
5.ª, Ucrânia, 49 (antes 3.ª)
6.ª, República Checa, 81
7.ª, Polónia, 82
8.ª, Hungria, 116

Entretanto, no «site» oficial da Federação Portuguesa de Atletismo, e até ao momento, não foi publicada qualquer notícia sobre o assunto.

Mais um caso de dopagem: Olena Shumkina

Olena Shumkina nos mundiais de Pequim-2015. Foto: AFP
A marchadora Olena Shumkina, de 29 anos de idade, de nacionalidade ucraniana por matrimónio com o também marchador Oleksiy Kazanin, e nascida em Atyuryevo, na Republica da Mordóvia, Rússia, foi suspensa por três anos e meio por anomalias no passaporte biológico, a partir de 8 de Junho de 2016, segundo relatou a Associated Press em Kiev, Ucrânia, e confirmado pelo Comité Executivo da Federação de Atletismo da Ucrânia.

Shumkina viu serem-lhe anulados todos os resultados obtidos desde Maio de 2011, que incluem os Jogos Olímpicos de Londres-2012 (48.ª) e três campeonatos do mundo (11.ª em Daegu-2011; 19.ª em Moscovo-2013; 42.ª em Pequim-2015), entre outros.

Discípula de Viktor Chegin, foi uma atleta prodígio quando jovem e a representar a Rússia em eventos internacionais, tendo sido campeã da Europa de sub-23 (Kaunas-2009) e vice-campeã da Europa de sub-20 (Hengelo-2007).

1.25.32 é a sua melhor marca em 20 km, obtida em Adler a 28 de Fevereiro de 2009, tinha então 21 anos de idade.

Refira-se, por curiosidade, que em entrevista concedida em Janeiro deste ano por Kazanin, à pergunta se a sua esposa continuava a treinar, respondeu que «não» e justificou: «temos uma boa notícia: ela está grávida e preparamo-nos para ser pais este ano».

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Campeonatos universitários italianos em Catânia (resultados)

Pódio masculino, a vencedora (foto arq.) e restantes atletas em prova.
Fotos: Cus Foggia, Bruno Scaglione e Mariavittoria Becchetti
Montagem: O Marchador
Mariavittoria Becchetti e Gregorio Angelini, representando os Centros Desportivos Universitários de Foro Italico e Foggio respectivamente, sagraram-se campeões universitários de Itália de 5.000 metros marcha por ocasião dos campeonatos de atletismo em pista disputados nos dias 16 e 17 de Junho, em Catânia, na Sicília.

Becchetti, que no ano passado registou 1.34.01 nos 20 km de Podebrady, obteve 23.20,56, o suficiente para garantir o título universitário, à frente de Lisa Cani (24.57,87) e Martina Ansaldi (25.12,75).

Angelini, prestes a completar 21 anos de idade, com 20.22,88, bateu mais um recorde pessoal, depois de já ter conseguido o mesmo este ano nos 10.000 m (41.28,20), 20 km (1.27.37) e nos 50 km (4.08.22), este último quando em Janeiro venceu em Porto de Mós. Alberto Zaupa (22.55,34) e Vito Incantalupo (36.42,91) completaram o pódio dos campeonatos universitários.

Classificações
5.000 m femininos
1.ª, Mariavittoria Becchetti, 1994 (CUS Foro Italico), 23.20,56
2.ª, Lisa Cani, 1996 (CUS Modena), 24.57,87
3.ª, Martina Ansaldi, 1996 (CUS Torino), 25.12,75
4.ª, Cristiana Marchesi, 1997 (CUS Bergamo), 28.32,54
Desclassificada: Sascia Grafeo, 1992 (CUS Perugia).

5.000 m masculinos
1.º, Gregorio Angelini, 1996 (CUS Foggia), 20.22,88
2.º, Alberto Zaupa, 1995 (CUS Padova), 22.55,34
3.º, Vito Incantalupo, 1993 (CUS Foggia), 36.42,91

Dmitrenko e Mironchuk com títulos ucranianos de 20 km em Sumy

Valentina Mironchuk a ser entrevistada e a partida dos 20 km
masculinos, com o vencedor Ruslan Dmitrenko (dorsal 4).
Fotos: Oleksii Serdiuchenko
Montagem: O Marchador
No dia 17 de Junho, na principal avenida da cidade Sumy, os marchadores ucranianos disputaram as medalhas dos campeonatos nacionais e ainda as últimas vagas para os campeonatos mundiais em Londres e europeus de sub-23 em Bydgoszcz.

Logo pelas 8.30 horas deu-se a partida dos 20 km masculinos, com 18 participantes, com Ruslan Dmitrenko a sair vitorioso e obter a qualificação para os mundiais de Londres. Registou a marca de 1.22.35 e significativa vantagem de 3 minutos sobre o veteraníssimo Andrii Kovenko (43 anos), candidato à vitória mas que se quedou pelo segundo lugar, com 1.25.36. A fechar o pódio, Valeriy Litaniuk, com 1.26.12.

Dois minutos depois do início da prova masculina, foi a vez da partida feminina (20 km), que igualmente não contou com algumas das melhores atletas nacionais, nomeadamente Kashina e Borovska, já qualificadas para Londres depois de entrarem nas 10 primeiras na Taça da Europa de Marcha de Podebrady, em Maio passado. A vencedora acabaria por ser Valentina Mironchuk, com 1.35.22, também com marca para os mundiais. Alina Cviliy, com 1.37.13, e Tamara Gavriliuk, sub-23, com 1.37.28, ocuparam os segundo e terceiro lugares da prova, participada por 23 atletas, entre as quais duas bielorrussas, que desistiram.

A organização da competição mereceu elogios, com um circuito rápido (com medição oficial) e bem localizado e a actuação de três juízes internacionais provenientes da Hungria, Roménia e Croácia.

Em conjunto com os nacionais de 20 km, disputaram-se ainda os campeonatos abertos para jovens e veteranos, em homenagem ao duplo campeão olímpico Vladimir Golubnichy.

Resultados dos 20 km, aqui.

Colaboração: Kristina Saltanovic

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Guadalupe González domina 20 km dos campeonatos mexicanos

A partida da prova feminina de 20 km, e a frente com Guadalupe
González e Guadalupe Sánchez «rumbo a Londres».
Fotos: INDE Nuevo León. Montagem: O Marchador
Maria Guadalupe González Romero, vice-campeã olímpica no Rio-2016, impôs a sua superioridade e venceu os 20 km marcha femininos do Campeonato Nacional de Atletismo do México, prova que abriu o evento no passado dia 16 (sexta-feira) disputado em Monterrey, cidade do Estado de Nuevo León.

Guadalupe González registou nos campeonatos a marca de 1.33.27, à frente da jovem promessa de 22 anos, Maria Guadalupe Sánchez (1.35.11) e ambas garantiram a participação no próximo mundial de atletismo de Londres, em Agosto próximo.

Ilse Guerrero, com 1.35.37, fechou o pódio de uma prova participada por 16 atletas.

Classificação
20 km femininos
1.ª, Maria Guadalupe Gonzalez R., 1989 (Estado de Mexico), 1.33.27
2.ª, Maria Guadalupe Sanchez M., 1995 (Nuevo Leon), 1.35.11
3.ª, Ilse A. Guerrero R., 1993 (Zacatecas), 1.35.37
4.ª, Andrea  Martinez R., 1988 (Ciudad de Mexico), 1.39.07
5.ª, Jamy A. Franco N., 1991 (Guatemala), 1.40.43 - extra
6.ª, Rebeca P. Enriquez P., 1997 (Estado de Mexico), 1.42.07
7.ª, Valeria  Ortuño M., 1998 (Ciudad de Mexico), 1.42.21
8.ª, Yanelli   Caballero, 1989 (Estado de Mexico), 1.43.36
9.ª, Lizbeth  Silva M., 1989 (Ciudad de Mexico), 1.45.22
10.ª, Mariela  Sanchez T., 1991 (Ciudad de Mexico), 1.47.12
11.ª, Gabriela  Gonzalez H., 1991 (Nuevo Leon), 1.49.24
12.ª, Nadia  Gonzalez M., 1997 (Estado de Mexico), 1.50.00
13.ª, Edna P. Quintanilla A., 1996 (Chihuahua), 2.00.05
Desistentes: Loira  Alvarez E., 1995 (Estado de Mexico), Sandra A. Nevarez P., 1993 (Chihuahua) e Erika J. Morales C., 1986 (Estado de Mexico).

Eder Sánchez vence campeonatos mexicanos de 20 km

Jesús Tadeo (3.º), Eder Sánchez (1.º) e Pedro Gómez (2.º).
Fotos: INDE Nuevo León. Montagem: O Marchador
Os 20 km marcha masculinos do Campeonato Nacional de Atletismo do México, que tiveram lugar no passado sábado (17), em Monterrey, constituíram a prova mais intensamente disputada do programa. 14 atletas haviam conseguido o mínimo para os mundiais de atletismo e apenas os três primeiros da competição assegurariam a viagem para Londres.

Iniciando e terminando a prova na pista do Centro de Alto Rendimento de Nuevo León, depois de percorridas as necessárias voltas num circuito em estrada, Eder Sánchez venceu com a marca de 1.22.28, seguido de Pedro Daniel Gómez, com 1.22.48, e de Jesús Tadeo Veja, com 1.23.13, os três assegurando o passaporte para Londres.

Dos 14 atletas que compõem o contingente mexicano para os mundiais, 8 são marchadores.

Classificação
20 km masculinos
1.º, Eder H. Sanchez T., 1986 (Estado de Mexico), 1.22.28
2.º, Pedro D. Gomez C., 1990 (Chihuahua), 1.22.48
3.º, Jesus T. Vega O., 1994 (Estado de Mexico), 1.23.13
4.º, Jose L. Doctor M., 1996 (Estado de Mexico), 1.24.19
5.º, Perseus P. Enrique Karlstrom, 1990 (Suécia), 1.24.42 - extra
6.º, Ever J. Palma O., 1992 (Michoacan), 1.24.45
7.º, Erwin G. Gonzalez C., 1994 (Ciudad de Mexico), 1.25.21
8.º, Julio C. Salazar E., 1993 (Chihuahua), 1.26.00
9.º, Armando  Merino P., 1989 (Ciudad de Mexico), 1.27.19
10.º, Carlos  Sanchez C., 1985 (Estado de Mexico), 1.28.30
11.º, David C. Berdeja V., 1981 (Estado de Mexico), 1.29.22
12.º, Luis R. Gonzalez A., 1995 (Chihuahua), 1.29.36
13.º, Omar  Zepeda de L., 1977 (Estado de Mexico), 1.30.34
14.º, Jorge A. Martinez B., 1990 (Tlaxcala), 1.30.45
15.º, Brandon B. Segura Z., 1996 (Estado de Mexico), 1.30.46
16.º, Virgilio  Galindo A., 1994 (Ciudad de Mexico), 1.32.02
17.º, Diego  Flores H., 1987 (Estado de Mexico), 1.32.06
18.º, Luis A. Bustamante F., 1985 (Ciudad de Mexico), 1.33.39
Desistentes: Ricardo  Ortiz R., 1995 (Nuevo Leon), Noe A. Chama A., 1997 (Estado de Mexico) e Isaac A. Palma O., 1990 (Michoacan).
Desclassificado: Eduardo D. Tinoco S., 1995 (Estado de Mexico).

terça-feira, 20 de junho de 2017

Campeonato de Espanha por Federações – Cidade Real (resultados)

Os marchadores melhor classificados na Cidade Real.
Fotos: Jesús Domínguez (CA San Ildefonso)
Montagem: O Marchador
A 42.ª edição do Campeonato de Espanha por Federações em pista realizou-se na Cidade Real, na comunidade autónoma de Castela-Mancha (17 de Junho), evento que globalmente foi dominado pela Catalunha, com 293 pontos, seguido da Galiza (271.5) e de Madrid (257).

Já individualmente e nas provas de marcha de 5.000 metros do programa, saíram vencedores os consagrados Álvaro Martín, representando a Extremadura, com 19.19,80, e Lidia Sánchez-Puebla, a envergar as cores de Madrid, com 21.41,89, ambos a atravessarem um excelente momento de forma.

Os segundo e terceiros classificados foram, nos masculinos, Diego García (Madrid, 19.35,59) e Marc Tur (Ihas Baleares, 19.52,04), e nos femininos, María Larios (Castela-Mancha, 22.12,03) e Ainhoa Pinedo (Andaluzia, 22.24,81).

Classificações
5.000 m masculinos
1.º, Alvaro Martin Uriol, 1994 (Extremadura), 19.19,80
2.º, Diego Garcia Carrera, 1996 (Madrid), 19.35,59
3.º, Marc Tur Pico, 1994 (Islas Baleares), 19.52,04
4.º, Manuel Bermudez Jimenez, 1997 (Murcia), 20.35,86
5.º, Daniel Chamosa Dacasa, 1997 (Galicia), 20.54,31
6.º, Francisco Arcilla Aller, 1984 (Castilla Y León), 21.00,10
7.º, Luis Manuel Corchete Martinez, 1984 (Comunidad Valenciana), 21.13,25
8.º, Kevin Cerro Gudiño, 1998 (Cataluña), 21.44,25
9.º, Jose Manuel Perez Rubio, 1999 (Andalucía), 21.52,07
10.º, Daniel Ballesteros Goñi, 1996 (Navarra), 21.59,53
11.º, Daniel Jimeno Rivera, 2000 (Aragón), 22.31,60
12.º, Victor Manuel Castro Mateo, 1980 (Castilla La Mancha), 22.51,43
13.º, Jorge Cubero Alarcon, 1990 (La Rioja), 26.26,79
14.º, Marcos Mencia Menendez, 2001 (Asturias), 27.12,33
15.º, (e) Julian Camilo Corzo Ochoa, 2001 (Cantabria), 27.51,59
Desistente: David Reyes Afonso, 1993 (Canarias).
Desclassificado: Iñigo De Juan Razkin, 1997 (País Vasco).

5.000 m femininos
1.ª, Lidia Sanchez-Puebla Fernandez, 1996 (Madrid), 21.41,89
2.ª, Maria Larios Lopez, 1992 (Castilla La Mancha), 22.12,03
3.ª, Ainhoa Pinedo Gonzalez, 1983 (Andalucía), 22.24,81
4.ª, Amanda Cano Gomez, 1994 (Murcia), 22.29,05
5.ª, Mar Juarez Gallardo, 1993 (Cataluña), 23.51,58
6.ª, Antia Chamosa Dacasa, 1999 (Galicia), 23.58,66
7.ª, Lluna Capdevila Marza, 1998 (Comunidad Valenciana), 24.05,91
8.ª, Virginia Martin Abarquero, 2000 (Castilla Y León), 25.17,44
9.ª, Angela Ruiz Teran, 1997 (Cantabria), 25.36,85
10.ª, Sandra Millan Romeo, 2001 (Aragón), 27.32,00
11.ª, Maria Fernandez Ratero, 1996 (Asturias), 28.10,95
12.ª, Maria Isabel Torres Ribas, 2001 (Islas Baleares), 28.43,47
13.ª, Paula Gonzalez Perez, 1998 (Canarias), 29.32,19
Desclassificadas: Angela Echeverria Gomez, 2000 (País Vasco) e Laura Sanabria Sanchez, 2000 (Extremadura).

Buziak e Brzozowski vencem campeonatos polacos em Nowa Deba

Partidas várias em Nowa Deba e os campeões dos 20 km,
Paulina Buziak e Artur Brzozowski. Fotos: A Hearty Nomad
Montagem: O Marchador
Domingo à tarde (18 de Junho) em Nowa Deba, pequena cidade do sul da Polónia com cerca de 11.000 habitantes, disputaram-se os campeonatos nacionais de marcha, evento bem promovido pela federação polaca e pelo clube local, com as ruas a encherem-se de espectadores para apoiar os atletas participantes.

Na prova feminina de 20 km, as marcas não foram muito expressivas, resultando daí que, desta vez, nenhuma atleta polaca participará nos próximos Campeonatos do Mundo de Londres. Paulina Buziak (Stal Mielec) venceu com 1.36.08, ganhando a sua nona medalha em campeonatos nacionais na última década, a terceira de ouro. O segundo lugar foi para Katarzina Golba (Katowice), com 1.38.41, e o terceiro para Agnieszka Ellward (Flota Gdynia), com 1.39.39, recorde pessoal.

Na prova masculina sobre igual distância, Artur Brzozowski (Katowice), bronze na época passada, arrecadou o título nacional com a marca de 1.23.55. Cinco segundos depois chegava o segundo classificado, Damian Blocki (Szczecin), com 1.24.00, e pouco depois o terceiro, o já veterano e especialista de 50 km, Rafal Fedaczynski (Lublin), com 1.24.11.

Nos 10 km sub-20, que contou com participação extra do atleta das Honduras, Leonardo Romero, o primeiro classificado com 44.25, os vencedores da categoria etária foram Michal Baranowski (Unia Hrubieszów, 51.29) e Malgorzata Cetnarska (Victoria Stalowa Wola, 49.45), ambos batendo os seus recordes pessoais.

Nos 5 km para sub-18, impuseram-se Lukasz Niedzialek (Nowe Iganie, 21.56) e Julia Madra (Stal Mielec, 27.03), se bem que a primeira a cortar a meta tenha sido a sub-23 Antonina Lorek (Krakow, 26.52).

De entre os juízes de marcha que atuaram, referência para os internacionais Janusz Krynicki (Polónia), Christian Melchior (Alemanha) e Silvia Hanusova (Eslováquia).

Resultados completos, aqui.

Colaboração: Kristina Saltanovic e Christian Melchior

segunda-feira, 19 de junho de 2017

José Pinto em dia de aniversário

José Pinto na capa do «Atletismo Português» de Junho/1982.
José Pinto nasceu em 19 de junho de 1956. Foi atleta do SL Benfica, onde iniciou-se na especialidade (1976 a 1979), CF Belenenses, AC Alfenense, CDUL, e CA Galinheiras e dominou a marcha atlética na década de oitenta, período em que obteve um grande número de títulos nacionais nas disciplinas olímpicas de 20 e 50 km marcha.

O seu período de maior fulgor competitivo ocorreu entre 1980 a 1992, quando representou o Clube de Futebol “Os Belenenses”, tendo-se sagrado 12 vezes campeão de Portugal de 20 e 50 km marcha. Bateu recordes nacionais em 35 ocasiões.

Na sua primeira participação em Jogos Olímpicos, alcançou o oitavo lugar nos 50 km de Los Angeles, em 1984, até hoje o melhor resultado de um especialista masculino neste tipo de evento. Haveria ainda de participar nos Jogos de 1988 (Seul) e 1992 (Barcelona).

Também representou Portugal por três vezes nos Campeonatos da Europa (1982, 1986 e 1990), em duas edições dos Campeonatos do Mundo (1983 e 1987), em cinco Taças do Mundo de Marcha (1987, 1989, 1991, 1995 e 1997), em duas Taças da Europa de Marcha (1996 e 1998), e no Campeonato Ibero-Americano (1983), onde foi segundo classificado.

Na revista “Atletismo Português”, Órgão Oficial da Federação Portuguesa de Atletismo, de junho de 1982, José Pinto, que conseguira obter os mínimos para participar nos europeus de Atenas desse ano, o que constituía a estreia de um marchador português em grandes eventos internacionais, foi considerado a “Revelação na Marcha”.

Foi merecedor de foto na capa daquela edição e amplo destaque nas páginas interiores, com várias referências elogiosas.

Muitos Parabéns, José Pinto!

Lebogang Shange vence marcha no meeting P-T-S em Šamorín

Shange no comando da prova em Šamorín, Eslováquia.
Fotos: Ivan Majerský/Pravda e L.Shange.
Montagem: O Marchador
O sul-africano Lebogang Shange foi o vencedor da prova de 3.000 metros marcha masculinos da edição 2017 do importante meeting de atletismo da cidade de Šamorín, na Eslováquia, realizado no passado sábado (17 de Junho).

Shange obteve a marca de 11.14,49, o seu melhor registo de sempre na distância, muito próximo do recorde nacional da África do Sul que está na posse de Wayne Snyman, com 11.10,22 (Brisbane, 11-02-2017).

Nas posições do pódio entraram Ivan Losev, da Ucrânia, com 11.27,46, e Milan Rízek, com 11.37,87, um novo recorde pessoal aos 39 anos de idade.

Notadas as ausências do campeão olímpico Matej Tóth e ainda do vencedor em 2016, Anton Kučmín.

O recorde do meeting está fixado em 10.53,34, marca conseguida em 1989 pelo então checoslovaco Roman Mrázek.

Classificação
3.000 m masculinos
1.º, Lebogang Shange, 1990 (África do Sul), 11.14,49
2.º, Ivan Losev, 1986 (Ucrânia), 11.27,46
3.º, Milan Rízek, 1978 (Eslováquia), 11.37,87
4.º, Miroslav Úradník, 1996 (Eslováquia), 11.44,75
5.º, Dominik Černý, 1997 (Eslováquia), 11.56,52
6.º, Michal Morvay, 1996 (Eslováquia), 12.16,35
7.º, Vít Hlaváč, 1997 (República Checa), 12.30,63
8.º, Vojtěch Libnar, 1999 (República Checa), 12.43,95
Desistente: Milan Zekovič, 1999 (Sérvia).

domingo, 18 de junho de 2017

Meeting de Blois rende recordes nacionais (Tunísia e França) e de área (África)

O pódio da excelente prova de marcha feminina no Meeting de Blois.
Foto: Marc Gricourt. Montagem: O Marchador
Os 5.000 metros marcha femininos do Meeting «Michel Musson» realizados ontem (17 de Junho) à noite na pista do Estádio Jean Leroi em Bois (França) proporcionaram a obtenção de excelentes marcas, que representam novos recordes de África e da Tunísia, e ainda da França.

A jovem tunisina Chahineze Nasri, do CA Balma, triunfou na prova obtendo 21.23,85, marca que supera por 25 segundos o recorde do seu país e do continente africano, que já lhe pertencia com 21.49,27, estabelecido na mesma pista e no meeting da época passada, que igualmente vencera.

Também em evidência esteve a francesa Emilie Menuet, do AJ Blois-Onzain, segunda classificada, com 21.26,05, recorde nacional por 16 segundos (antes, 21.41,72 em Bois-2015). No terceiro lugar do pódio ficou Marine Quennehen, do CA Montreuil 93, com 22.50,68, recorde pessoal por larga margem e pela primeira vez abaixo dos 23 minutos.

Participaram 15 atletas.

Classificação
5.000 m femininos
1.ª, Chahineze Nasri, Tunísia, 1996 (CA Balma), 21.23,85
2.ª, Emilie Menuet, 1991 (AJ Blois-Onzain), 21.26,05
3.ª, Marine Quennehen, 1991 (CA Montreuil 93), 22.50,68
4.ª, Amandine Marcou, 1992 (SA Merignac), 23.22,38
5.ª, Eloise Terrec, 1998 (AC Roche-sur-Yon), 23.32,26
6.ª, Camille Aurriere, 1998 (US St Berthevin), 24.02,44
7.ª, Sarah Ali, 2001 (Vineuil Sports), 24.23,42
8.ª, Manon Lefresne, 2000 (P Fougeres - S/l La Vigilante), 24.31,81
9.ª, Marie Boudesseul, 1990 (AA - S/l Angers Athletic Club), 24.56,14
10.ª, Cecile Naze, 1995 (Mouy Atac), 25.11,42
11.ª, Jeanne Billa, 1996 (AS Caluire Et Cuire), 26.25,23
12.ª, Adele Duclos, 2000 (US Champagne-sur-Seine), 26.54,03
13.ª, Kassandra Bodin, 2000 (AJ Blois-Onzain), 27.14,93
14.ª, Chloe Cormier, 1998 (AS Fleury Les Aubrais Saran At), 27.31,94
15.ª, Celia Jumeau, 2000 (Occba - S/l Bonneval A.), 29.39,90

Campeonatos italianos de sub-20 e sub-23 em Florença (resultados)

Os campeões sub-23, Picchiottino (dorsal 11) e Colombi (73), e sub-20,
Brandi (39) e Russo (19). Fotos: FIDAL COLOMBO
Montagem: O Marchador
São campeões de Itália de pista nos 10.000 metros marcha, Gianluca Picchiottino, do Atl Libertas Runners Livorno, com 41.02,32, e Nicole Colombi, do Atl. Brescia 1950, com 46.11,77, na categoria de sub-23, e Giacomo Brandi, do Sport Atl. Fermo, com 43.01,13, e Annalisa Russo, do ASD Pol. Astro 2000 Benevento, com 50.31,23, nos sub-20.

Os campeonatos de sub-20 e sub-23 foram disputados em conjunto, de 9 a 11 de Junho, e tiveram como palco a pista do Estádio “Luigi Ridolfi”, em Florença, com a prova masculina ao final da tarde do dia 9 e a feminina ao início da manhã do dia 10.

Participaram 72 marchadores.

Classificações
10.000 m masculinos - sub-20 e sub-23
1.º, Gianluca Picchiottino, 1996 (Atl Libertas Runners Livorno), 41.02,32 - 1.º, sub-23
2.º, Stefano Chiesa, 1996 (Atl. Cento Torri Pavia), 41.23,11 - 2.º, sub-23
3.º, Gregorio Angelini, 1996 (Alteratletica Locorotondo), 42.08,91 - 3.º, sub-23
4.º, Giacomo Brandi, 1998 (Sport Atl. Fermo), 43.01,13 - 1.º, sub-20
5.º, Cesare Cozza, 1997 (A.S. La Fratellanza 1874), 43.54,97 - 4.º, sub-23
6.º, Nicolas Fanelli, 1999 (Atl. Amatori Cisternino), 44.02,21 - 2.º, sub-20
7.º, Stefano Mansutti, 1995 (A.S.D. Intesatletica), 44.16,61 - 5.º, sub-23
8.º, Pietro Zabbeni, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 44.53,95 - 3.º, sub-20
9.º, Alfonso Alberga, 1999 (Amatori Atl. Acquaviva), 45.26,12 - 4.º, sub-20
10.º, Davide Marchesi, 1999 (Atl. Riccardi Milano 1946), 46.00,82 - 5.º, sub-20
11.º, Fabio Barattini, 1999 (Atletica Livorno), 46.14,12 - 6.º, sub-20
12.º, Stefano Cicalo, 1998 (Atl Valeria), 46.54,37 - 7.º, sub-20
13.º, Attilio Trapasso, 1998 (C.S. Giovanile Cz Lido), 47.09,85 - 8.º, sub-20
14.º, Manuel Giordano, 1995 (N.Atl. Fanfulla Lodigiana), 47.36,65 - 6.º, sub-23
15.º, Emanuele Romanzi, 1999 (Fiamme Gialle G. Simoni), 47.40,84 - 9.º, sub-20
16.º, Giacomo Vitangeli, 1998 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 48.15,09 - 10.º, sub-20
17.º, Juriy Micheletti, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 49.04,76 - 11.º, sub-20
18.º, Anthony Patierno, 1995 (Asd Atletica Spezia Duferco), 49.05,19 - 7.º, sub-23
19.º, Elia Maccari, 1998 (Atletica Impresa Po), 49.08,32 - 12.º, sub-20
20.º, Michele Disaro, 1999 (G.S. Fiamme Oro Padova), 49.22,04 - 13.º, sub-20
21.º, Leandro Tomasselli, 1999 (A.S.D. Atletica Futura Roma), 49.26,22 - 14.º, sub-20
22.º, Matteo Dolfi, 1998 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 49.27,69 - 15.º, sub-20
23.º, Riccardo Brambilla, 1997 (Atl. Cento Torri Pavia), 50.04,80 - 8.º, sub-23
24.º, Michele Minto, 1998 (Atl. Imola Sacmi Avis), 50.14,52 - 16.º, sub-20
25.º, Guglielmo Brusaca, 1999 (ASD Atletica Spezia Duferco), 50.21,75 - 17.º, sub-20
26.º, Federico Vimercati, 1999 (Atl. Cento Torri Pavia), 50.36,90 - 18.º, sub-20
27.º, Giuseppe Pantera, 1998 (Fiamme Gialle G. Simoni), 50.59,30 - 19.º, sub-20
28.º, Lorenzo Grossi, 1998 (Atletica Livorno), 51.35,48 - 20.º, sub-20
29.º, Giuseppe Serrone, 1998 (ASD Athletic Academy Bari), 52.05,37 - 21.º, sub-20
30.º, Luca Vernesoni, 1999 (Atletica Trento), 52.29,32 - 22.º, sub-20
31.º, Michele Panconi, 1999 (Atletica Grosseto Banca Tema), 53.14,89 - 23.º, sub-20
32.º, Edoardo Gagliardi, 1999 (S.A.F.Atletica Piemonte A.S.D.), 53.31,20 - 24.º, sub-20
Desclassificados: Ettore Grillo, 1997 (Atletica Firenze Marathon S.S.) - sub-23 e Niccolo Coppini, 1997 (Atletica Firenze Marathon S.S.) - sub-23.
Desistentes: Diego Chirivi, 1999 (C.U.S. Torino) - sub-20 e Luca Capogrossi, 1996 (Atl. Recanati) - sub-23.

10.000 m femininos - sub-20 e sub-23
1.ª, Nicole Colombi, 1995 (Atl. Brescia 1950), 46.11,77 - 1.ª, sub-23
2.ª, Eleonora Dominici, 1996 (A.S.D. Acsi Italia Atletica), 46.50,17 - 2.ª, sub-23
3.ª, Sara Vitiello, 1996 (G.S.Self Atl. Montanari Gruzza), 49.06,92 - 3.ª, sub-23
4.ª, Lidia Barcella, 1997 (Bracco Atletica), 49.21,28 - 4.ª, sub-23
5.ª, Lisa Cani, 1996 (A.S. La Fratellanza 1874), 50.18,29 - 5.ª, sub-23
6.ª, Annalisa Russo, 1998 (ASD Pol. Astro 2000 Benevento), 50.31,23 - 1.ª, sub-20
7.ª, Giulia Panconi, 1997 (Toscana Atl.Empoli Nissan), 50.42,05 - 6.ª, sub-23
8.ª, Anthea Mirabello, 1999 (Fiamme Gialle G. Simoni), 51.03,93 - 2.ª, sub-20
9.ª, Angelica Mirabello, 1999 (Fiamme Gialle G. Simoni), 51.18,28 - 3.ª, sub-20
10.ª, Beatrice Foresti, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 51.26,54 - 4.ª, sub-20
11.ª, Linda Terzi, 1998 (G.S.Self Atl. Montanari Gruzza), 53.06,15 - 5.ª, sub-20
12.ª, Arianna Pisano, 1998 (Atletica Arcobaleno Savona), 53.41,53 - 6.ª, sub-20
13.ª, Laura Silli, 1999 (Atletica Malignani Libertas Ud), 53.51,06 - 7.ª, sub-20
14.ª, Chiara Verteramo, 1999 (C.U.S. Torino), 54.51,45 - 8.ª, sub-20
15.ª, Francesca Cortelezzi, 1999 (Bracco Atletica), 55.27,04 - 9.ª, sub-20
16.ª, Francesca Niccolai, 1995 (ASD Atletica Prato), 55.31,70 - 7.ª, sub-23
17.ª, Sara Prandini, 1996 (C.U.S. Torino), 55.37,80 - 8.ª, sub-23
18.ª, Valentina Vardabasso, 1999 (Atletica Malignani Libertas Ud), 55.40,06 - 10.ª, sub-20
19.ª, Beatrice Andreose, 1998 (G.S. Fiamme Oro Padova), 55.43,32 - 11.ª, sub-20
20.ª, Giorgia Belotti, 1995 (Atl.Vicentina), 55.50,56 - 9.ª, sub-23
21.ª, Giulia Ruggeri, 1997 (O.S.A. Saronno Lib.), 57.09,21 - 10.ª, sub-23
22.ª, Gina Ionela Pascal, 1996 (Atl. Libertas Arcs Cus Perugia), 57.19,80 - 11.ª, sub-23
23.ª, Federica Mariani, 1999 (ASD AICS Hadria Pescara), 57.37,22 - 12.ª, sub-20
24.ª, Erika Pontarollo, 1998 (Atl.Vicentina), 58.16,48 - 13.ª, sub-20
25.ª, Antonella Pannofino, 1999 (Alteratletica Locorotondo), 58.18,39 - 14.ª, sub-20
26.ª, Elisabetta Bray, 1998 (Atl. Avis Macerata), 58.25,69 - 15.ª, sub-20
27.ª, Elisa Salvadori, 1999 (Atletica Ponzano), 58.36,28 - 16.ª, sub-20
28.ª, Marta Calvani, 1999 (Atl.C.R.Pistoia E Lucchesia), 59.32,07 - 17.ª, sub-20
29.ª, Andrea Noemi Parma, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 1.00.56,70 - 18.ª, sub-20
30.ª, Claudia Colombo, 1996 (Confindustria Atl. Rovigo), 1.01.14,99 - 12.ª, sub-23
Desclassificadas: Alessia Gallino, 1997 (Atl. Alessandria) - sub-23, Diana Cacciotti, 1995 (A.S.D. Acsi Italia Atletica) - sub-23, Giulia Imbesi, 1996 (GA Aristide Coin Venezia 1949) - sub-23 e Maria Teresa Cortesi, 1996 (N.Atl. Fanfulla Lodigiana) - sub-23.
Desistentes: Sara Perullo, 1999 (Atletica Livorno) - sub-20 e Valeria Disabato, 1999 (Atletica 2005) - sub-20.